Apenas quatro carros fumacê operam no combate ao mosquito da dengue em todo o RN; outros 11 veículos estão parados


Veículos abandonados na sede da UBV, da Secretaria de Saúde do RN, em Natal — Foto: Pedro Trindade/Inter TV Cabugi

Apenas quatro dos 15 carros fumacê da Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Norte (Sesap) estão operando em todo o estado. A unidade é responsável pelo combate ao Aedes Aegypti – mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika.

Na manhã desta quarta-feira (4), três veículos eram utilizados e um quarto estava em manutenção. Os veículos atendem a todo o estado.

Outros 11 carros foram revistados no ano passado, mas seguem parados por problema no equipamento compressor que libera o inseticida. O caso foi confirmado pela Sesap.

O servidor do Ministério da Saúde, Antônio Barbosa, que atua há 21 anos na unidade localizada na Zona Norte de Natal, é um dos funcionários que reclamam da situação.

“Só tem quatro carros e nós temos o estado todo para cobrir. Nós não temos condições de de suprir a demanda”, disse.

“Quando os carros estão parados, os servidores ficam com os braços cruzados, sem ter o que fazer. Mas a culpa não é dos funcionários, que estão aqui à disposição para trabalhar”, complementa.

Segundo os servidores, ainda há outros oito carros sem qualquer condições de uso que foram devolvidos à administração, mas seguem abandonados no local, acumulando sujeira e água.

Surto de dengue no RN


O estado enfrenta um surto de dengue. De janeiro a 23 de abril, a Secretaria Estadual de Saúde registrou 6.278 casos da doença. O número supera o total de casos de todo o anos de 2021, que contou com 4.301 registros.

Segundo Kelly Lima, coordenadora da Vigilância em Saúde, o problema foi causada pela quebra das peças responsáveis pela puverização do inseticida.

“O processo de compra está em andamento desde o ano passado. O MP vem acompanhando essa situação, porque, pela legislação, o estado precisa solicitar orçamento de três fornecedores, mas só uma empresa vende essas peças no país. Já temos empenho, e estamos aguardando parecer da Procuradoria Geral do Estado, porque o valor passa de R$ 1 milhão”, afirmou.


Ainda de acordo com ela, a Secretaria de Saúde espera receber as peças ainda na primeira quinzena de maio.

g1-RN

Projeto prioriza matrícula de criança vítima de violência doméstica

Texto insere o dispositivo no Estatuto da Criança e do Adolescente
 

"Crianças precisam de ambientes tranquilos e seguros", disse a autora da proposta

O Projeto de Lei 2225/21, já aprovado pelo Senado, prevê a matrícula prioritária em creche ou escola perto de casa da criança ou do adolescente em comprovada situação de violência doméstica. O texto agora em análise na Câmara dos Deputados insere o dispositivo no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

“Crianças e adolescentes necessitam, para o sucesso da formação de sua personalidade, de ambientes tranquilos e seguros”, disse a autora da proposta, senadora Nilda Gondim (MDB-PB), ao defender as mudanças.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Defesa dos Direitos da Mulher; de Educação; de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.


Reportagem – Ralph Machado
Edição – Ana Chalub
Com informações da Agência Senado

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Ministro da Defesa diz a Fux que Forças Armadas estão ‘comprometidas com a democracia’


Ministro Luiz Fux em audiência com General Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira — Foto: Nelson Jr./SCO/STF
Após reunião com o titular do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, recebeu em seu gabinete o ministro da Defesa, general Paulo Sérgio Nogueira, ex-comandante do Exército Brasileiro.

O encontro, que estava previsto inicialmente para acontecer nesta quarta-feira (4/5), acabou antecipado para esta terça-feira (3/5). A reunião foi pedida pelo próprio general, que chegou às 17h horas ao Supremo.


A reunião ocorreu dentro de um contexto no qual o presidente Jair Bolsonaro (PL) tem voltado a colocar em xeque a atuação do Judiciário, em especial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), retomando o discurso de questionamento sobre a lisura do processo eleitoral.


Nogueira assegurou a Fux que “as Forças Armadas estão comprometidas com a democracia brasileira, e que os militares atuarão, no âmbito de suas competências, para que o processo eleitoral transcorra normalmente e sem incidentes”.

Por sua vez, o presidente do STF ressaltou que a Suprema Corte brasileira preza pela harmonia entre os poderes e pelo respeito entre as instituições.

Serenar os ânimos

A reunião entre o general Nogueira e Fux pode servir para serenar os ânimos entre o Executivo e o Judiciário, acirrados mais uma vez depois dos novos ataques de Bolsonaro à Suprema Corte e ao TSE.

Em fala durante o “Ato Cívico pela Liberdade de Expressão”, no Palácio do Planalto, em Brasília, o mandatário do país afirmou que uma saída para garantir a lisura das eleições está em sugestões feitas pelas Forças Armadas ao TSE. “Não precisamos do voto impresso para garantir a lisura das eleições, mas precisamos de ter uma maneira – e ali, nessas sugestões, existe essa maneira – para a gente confiar nas eleições”, insistiu.

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, manifestou-se em defesa da Justiça Eleitoral e do sistema eletrônico de votação, na ocasião.

“As instituições e a sociedade podem ter convicção da normalidade do processo eleitoral. A Justiça Eleitoral é eficiente, e as urnas eletrônicas confiáveis”, escreveu Pacheco. “Não tem cabimento levantar qualquer dúvida sobre as eleições no Brasil”, afirmou.

Fonte do Metrópoles 
Reposte do Blog do BG

Degradê + Platinado do dia a dia

Brasil ultrapassa 663 mil mortos por Covid; média móvel sai da tendência de queda após mais de 2 meses

São 663.165 óbitos e 30.395.189 casos registrados do novo coronavírus desde o início da pandemia, segundo dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa. Média móvel de mortes voltou a apontar estabilidade após 61 dias em queda; variação sofreu peso de números incluídos tardiamente no RJ.



Brasil registra 224 óbitos por covid nesta quarta-feira

O Brasil registrou nesta quarta-feira (27) 224 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 663.165 desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 99. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -15%, indicando tendência de estabilidade nos óbitos decorrentes da doença. A curva volta a apontar estabilidade após 61 dias em queda.

Brasil, 27 de abril

Total de mortes: 663.165
Registro de mortes em 24 horas: 224
Média de mortes nos últimos 7 dias: 99 (variação em 14 dias: -15%)
Total de casos conhecidos confirmados: 30.395.189
Registro de casos conhecidos confirmados em 24 horas: 20.495
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 12.413 (variação em 14 dias: -36%)

Auxílio Brasil: Câmara aprova MP com piso permanente de R$ 400 para o benefício

Texto original do governo previa complementação temporária até dezembro. Relator acolheu emenda para estender valor para os próximos anos; texto ainda passará pelo Senado.

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (27) a medida provisória que elevou o valor mínimo do Auxílio Brasil para R$ 400. A versão aprovada pelos parlamentares torna esse piso permanente. O texto segue para a análise do Senado.


O Auxílio Brasil foi criado pelo governo em agosto do ano passado, em substituição ao Bolsa Família. Em um primeiro momento, o benefício médio pago foi de R$ 217. Na oportunidade, porém, o governo prometeu que o valor chegaria a R$ 400.


Para cumprir a promessa, o governo editou a medida provisória votada hoje pela Câmara. O texto instituiu o “benefício extraordinário”, uma espécie de complemento ao valor do Auxílio Brasil. Relembre no vídeo abaixo:



Governo publica MP para permitir pagamento de R$ 400 do Auxílio Brasil

Este benefício, no entanto, tinha caráter temporário e acabaria em dezembro, o que reduziria o valor pago pelo Auxílio Brasil.

Em acordo fechado com líderes partidários durante a votação da proposta, o relator e ex-ministro da Cidadania, deputado João Roma (PL-BA), acatou uma emenda para tornar o complemento permanente e, consequentemente, fixar o valor mínimo do Auxílio Brasil em R$ 400.
  

América-RN anuncia Edson Vieira como novo treinador; Leandro Sena volta a ser auxiliar

Clube surpreende com anúncio de mudança de comando para sequência da Série D do Brasileiro. Treinador estava no São José-SP, na Série A3 do Campeonato Paulista



Edson Vieira comandou São Bento e São José-SP recentemente — Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão



Edson Vieira é o novo técnico do América-RN. Ele vai substituir Leandro Sena no comando da equipe na sequência da Série D do Campeonato Brasileiro. O anúncio "surpresa" foi feito no início da tarde desta quarta-feira.

O clube informou em comunicado que Sena voltará a ser auxiliar e que Edson Vieira será apresentado oficialmente nesta quinta-feira, às 17h, após comandar o primeiro treinamento com o grupo, na Arena das Dunas, em Natal.

O último clube de Edson foi o São José-SP. Ele foi demitido no último dia 7 após derrota para o União Suzano, no quadrangular da Série A3 do Campeonato Paulista.

Edson comandou o São José em 18 jogos da competição, com nove vitórias, seis derrotas e três empates. A equipe terminou a primeira fase na terceira colocação geral, mas, no quadrangular, sob o comando dele, sofreu duas derrotas em dois confrontos. O time acabaria fora das semifinais.

Antes, o treinador de 56 anos trabalhou no São Bento entre 2020 e 2021. Em 14 meses de trabalho, comandou a equipe na campanha do acesso à Série A1 do Campeonato Paulista e, posteriormente, no rebaixamento à Série D do Brasileiro.

Edson também foi treinador de clubes como Atibaia, Rio Claro, Comercial-SP, Hercílio Luz e Rio Branco-SP.

A estreia do novo comandante rubro será sábado, contra o Afogados, em duelo pela terceira rodada da Série D. O jogo está marcado para 17h, na Arena das Dunas, em Natal. O América tem quatro pontos em duas rodadas, e ocupa a terceira posição do Grupo A3.

Por Redação do ge — Natal

O RN registra aumento de casos de arboviroses; casos prováveis de dengue aumentam 818% em relação a 2022


Foto: Ilustrativa

O número de casos de arboviroses como dengue, zika e chikungunya está crescendo em todo o Estado do Rio Grande do Norte. A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio do seu Programa Estadual de Arboviroses, tem identificado um aumento crescente nos casos de dengue, chikungunya e zika.

Os dados apurados até 9 de abril de 2022 indicam aumentos em alto grau dos casos prováveis das três doenças em comparação a 2021. No caso da dengue, um crescimento de 818%; na zika, 723%; e na chikungunya, 162%.

Em 2021, até a segunda semana de abril, foram registrados 435 casos prováveis de dengue, enquanto 2022 chegou a 3.995 no mesmo período. Os casos prováveis de chikungunya passaram de 570 para 1.494 casos prováveis, enquanto os de zika aumentaram de 39 casos prováveis ano passado para 321 em 2022.

As arboviroses apresentam sinais e sintomas comuns entre si, como febre, dores nas articulações, manchas vermelhas na pele, coceira e vermelhidão nos olhos no caso da chikungunya e zika.

“É importante que os serviços de saúde estejam atentos à notificação dos casos suspeitos, e que a população esteja atenta aos sinais de alarme, como dor abdominal, vômitos persistentes e sangramento de mucosas, pois devem procurar imediatamente os serviços de saúde”, explica Sílvia Dinara, coordenadora do programa estadual de combate às arboviroses.

A Sesap reforça, junto à população, os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor das arboviroses, como manter os quintais livres de possíveis criadouros do mosquito; esfregar com bucha as vasilhas ou reservatórios de água de seus animais; não colocar lixo em terrenos baldios; manter caixas d´água sempre tampadas e cuidar de qualquer local que possa acumular água parada. Além dos cuidados, é importante receber a visita do agente de endemias e esclarecer possíveis dúvidas.

A Sesap desenvolve diversas ações para controle das arboviroses, como visitas técnicas, capacitações, operações de UVB pesado e distribuição de larvicida para todos os municípios. A Secretaria monitora os dados dos municípios em relação à cobertura de imóveis visitados pelos Agentes de Combate às Endemias para verificar a presença de criadouros de Aedes aegipty, eliminar, tratar focos e orientar os moradores sobre medidas preventivas das arboviroses.

A população pode colaborar com a notificação de possíveis focos do mosquito ou possíveis casos de Dengue, Zika ou Chikungunya através do NOTIFICA RN: http://notificarn.saude.rn.gov.br/Principal?previous_class=SystemRegistrationForm

Reposte do Blog do BG