domingo, 25 de agosto de 2013

Rio Grande do Norte produzirá bebida destilada de melão


Considerado um dos símbolos da economia potiguar, o melão, produzido na região de Mossoró, também será reconhecido por ser o principal ingrediente para a composição de um produto inédito a ser lançado no mercado. Por meio de parceria firmada entre o Sebrae no Rio Grande do Norte, a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) e a Fundação Guimarães Duque, será produzida uma bebida destilada à base da fruta, que é uma das principais pautas de exportação do Estado. A expectativa é de que o lançamento do produto ocorra no próximo ano.

O termo do convênio de cooperação técnica e financeira para o desenvolvimento da bebida destilada de fruta foi assinado na noite de quinta-feira (22), durante a Feira Industrial e Comercial da Região Oeste (Ficro), em Mossoró. Entretanto, a ação conjunta já teve início e os testes para a produção já estão em andamento.

De acordo com o diretor superintendente do Sebrae-RN, José Ferreira de Melo Neto, a ideia é promover a agregação de valor ao produto com base nos processos de inovação. “Estamos sempre promovendo a melhoria nos processos, e buscando na inovação uma maneira de garantir produtos inovadores e com elevado valor agregado. Será o caso desta bebida, uma novidade para o mercado”, ressalta.

Embora ainda não divulgado, a bebida já possui o nome definido, e terá a marca patenteada pelo Sebrae-RN. Segundo o diretor Técnico do Sebrae-RN, João Hélio Cavalcante Júnior, posteriormente, será permitida a produção do produto por parte de empresas interessadas. “Temos todas as condições de produzirmos um produto nobre, de excelente qualidade, pois contamos com profissionais capacitados envolvidos no processo. Já entramos com a solicitação da patente, e, futuramente, outras empresas poderão fabricar o destilado”, detalha.

O termo de cooperação firmado entre o Sebrae-RN e as instituições parceiras cria novas oportunidades e alerta para um nicho de mercado ainda pouco explorado na região. Por meio do convênio poderão ser produzidas outras bebidas tendo como ingrediente principal as frutas típicas da região.

“Este é um momento importante que trará desdobramentos positivos, pois, além da bebida de melão, prevê a produção de outras bebidas à base de fruta. Como representante da universidade, ficamos muito felizes com a parceria, que certamente darão bons frutos”, destaca Arimatéia Matos, reitor da Ufersa.

Do Blog do BG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve