terça-feira, 17 de junho de 2014

Veja as 16 marcas de nascença raras (e um tanto estranhas)

Uma pinta que ocupa todas as costas, um nariz de palhaço já instalado “de fábrica”, um gato estampando dentro de outro gato e demais esquisitices incluídas no projeto original pela própria Natureza


Estima-se que aproximadamente 80% dos seres humanos nascem com alguma marca de nascença. Entre pintas, manchas ou protuberâncias incomuns, trata-se muitas vezes apenas de um breve sinal de identidade — há quem faça fama com isso, inclusive.

Mas às vezes a coisa é um tanto incomum mesmo para uma marca de nascença. Pode ser cômico como um nariz de palhaço que já venha “de fábrica”; incômodo como manchas que espalham pelos por todo o corpo; ou “fofo” como um cãozinho de coração estampado. Há de um tudo. Senão, confira a lista abaixo.

NARIZ DE PALHAÇO



Qual é a graça de um nariz de palhaço? Bem, entre outras coisas, certamente deve ser a possibilidade de tirá-lo quando necessário. Infelizmente, Connie Lloyd, de dois anos, não podia contar com isso. Connie nasceu com um tumor benigno cujas dimensões e coloração lembravam muito o apetrecho utilizado por arlequins ao redor do globo.

Inicialmente, os pais da menina receberam a notícia de que não haveria “cura” para semelhante raridade. Entretanto, um cirurgião acabou por desafiar a estranheza, e Connie traz hoje apenas uma pequena cicatriz. Ok, pode rir agora.
          Veja Mais Abaixo:

MENINO-TARTARUGA


Impossível não fazer a comparação, é verdade. Mas, ei! A ideia não foi nossa. Na verdade, o pequeno Didier Montalvo, de seis anos, ganhou o apelido na pequena vila em que vive, em uma porção rural da Colombia. Didier nasceu com um problema raro denominado nevo melanocítico congênito, o que lhe fez crescer um nevo que acabou por tomar todas as costas do garoto (sim, é uma espécie de pinta).

Didier precisou largar a escola por conta do problema. Além disso, dizia-se em seu vilarejo que o menino era “amaldiçoado”, já que havia sido concebido durante um eclipse. A despeito das crenças, entretanto, sua mãe, Luz, não podia pagar por um cirurgião para remover a marca.

Foi então que o cirurgião britânico Neil Bulstrode tomou conhecimento do caso. Bulstrode rumou para Bogotá com sua equipe do Great Ormond Street Hospital, de Londres, para remover o nevo. Após várias operações e enxertos de pele, os médicos conseguiram eliminar a marca.

NEM SEMPRE É NA PELE



Pois é, eis aí algo que você talvez não tivesse visto ainda. Mas, sim, é possível ter marcas de nascença mesmo nos olhos — mais precisamente, na íris. Diferentemente de outras marcas que possam aparecer no fundo dos olhos, todavia, trata-se de nevos mesmo (cuja natureza é a mesma das manchas que aparecem na pele, tal como a pinta). Nem sempre é possível vê-las sem que se esteja a curta distância, entretanto.

“DEIXE-ME CONSULTAR O MAPA AQUI ATRÁS...”



Conforme dito anteriormente, há realmente muita gente que nasce com marcas próprias estampadas em locais variados do corpo. Entretanto, não é todo dia que se vê alguém trazer o mapa da Eurásia nas costas, hein?

MARCA DE NASCENÇA CÉLEBRE



O último líder da extinta União Soviética, Mikhail Gorbachev, traz consigo uma das marcas congênitas mais conhecidas e comentadas ao redor do globo — até mais do que aquela mancha na perna de certa apresentadora, acredita-se. Na verdade, é tão conhecida que definiu até um ponto turístico.

Ok, sem piadinhas aqui. Ocorre é que todos os anos milhares de russos vão para o arquipélago de Durak Aprel, o qual possui o mesmo formato da marca de Gorbachev. Há quem fale até em uma classe muito particular de turistas, a dos que praticam “shapecation” — destinos escolhidos por conta de uma geografia singular.

SE A VIDA LHE DER LIMÕES...



Ás vezes, o que conta mesmo é o que a sua criatividade é capaz de fazer com determinada marca congênita. O sujeito da foto acima, por exemplo, insatisfeito com as marcas avermelhadas nas costas, procurou um tatuador para tornar a coisa toda muito mais “cool” — embora também muito mais visível, convenhamos.

CERTIFICADO DE AUTENTICIDADE



Alguém aí duvidaria da relação de parentesco esse bebê e sua mãe? Difícil. Um caso bastante raro... E um belo certificado de autenticidade.

1/4 DE LOBISOMEM


Embora pareça meio homem e meio lobisomem, o que o chinês Zhang Hongming traz nas costas é, na verdade, uma imensa marca de nascença — tornada ainda mais incômoda por favorecer o crescimento de pelos grossos. Em Chongqing, no sudeste da China, Hongming é conhecido como “Chimpanzé”. O homem conta atualmente com ajuda médica para se ver livre da enorme mancha — cujas dimensões são vistas em apenas 3% da população global.

CHIFRES PROVISÓRIOS


Não, os chifres de George Ashman, de cinco anos, não eram o seu problema. A bem da verdade, eles foram a solução. O menino nasceu com uma mancha pronunciada sobre a testa, a qual pareceu aos pais capaz de trazer alguns problemas na escola.

Dessa forma, o procedimento adotado pelos médicos envolveu esticar a pele “normal” do crânio com a inserção das duas estruturas da foto acima. Após quatro meses (e alguns apelidos inevitáveis dos passantes), os “chifres” foram removidos e a pele sobressalente pode ser utilizada para cobrir a mancha congênita — deixando nada além de uma cicatriz no local.

“COURO DE VACA”



Há apenas alguns meses, a pequena Li Xiaoyuan, de seis anos, trazia apenas uma pequena marca de nascença nas costas. Hoje, a mancha ocupa uma superfície cada vez maior do corpo da menina, espalhando pelos grossos pelas costas, braços e rosto. A impressão que fica é de que a pele da menina foi substituída por couro de vaca.

Xiaoyuan é acompanhada atualmente pelo Dr. Lou Zhongsquan, do Hospital Dermatológico de Zhaoquing City — o qual acredita em uma doença hereditária rara que deixa pintas normais fora de controle.

MÁSCARA INGRATA



O menino An Qi nasceu com uma mancha sobre o lado direito do seu rosto. Conforme ele cresceu, a mancha passou a ocupar uma área cada vez maior, espalhando pelos negros e grossos por todo o local.

O Hospital de Cirurgias Plásticas de Min Yi, em Changchun, concordou em cobrir todo o tratamento do menino, que deve cobrir quatro etapas. De acordo com o presidente hospital, Zheng Xiaoqin, uma pinta com pelos dessas dimensões, no rosto, é algo bastante raro.

HÁ QUEM ESCONDA E HÁ QUEM ORNAMENTE



Talvez a saliência ali pudesse ser motivo de vergonha para algumas pessoas — unicamente por ser diferente, é claro. Não para a moça da foto, é claro, que preferiu ostentar a protuberância com um belo piercing.

O GATO KITLER


Pois é, as marcas curiosas não ficam restritas a apenas uma espécie do reino animal. Aliás, belo trocadilho, não? Quer dizer, “kitty” (gatinho, em inglês) e “Hitler” (o ditador fascista que dispensa apresentações). Isso fica ainda mais pertinente quando se sabe que o bigode do bichano não foi pintado ou produzido de alguma forma, mas é congênito. E não se pode ignorar a semelhança, de fato.

VACA SAGRADA



Por motivos óbvios, o animal da imagem acima foi apelidado de “vaca sagrada” — logo após o seu nascimento em uma fazenda em Sterling, Connecticut (EUA).

OVERDOSE DE FOFURA



O Chihuahua acima nasceu em maio de 2008, no Japão. Sobre as suas costas, o tradicional desenho caricato de um coração, vindo de fábrica. De acordo com a proprietária do animalzinho, a criadora Emiko Sakurada, trata-se do primeiro filhote que ela vê nascer (entre centenas) com uma marca tão discernível. O cãozinho foi batizado de “Heart-kun” e, é claro, não foi colocado à venda.

GATO-INCEPTION


Ok, é normal que se tente encaixar as manchas dos animais domésticos dentro de formas conhecidas. Mas o bichano da imagem acima bem poderia ter atuado como coadjuvante naquele famoso filme estrelado por Leonardo Di Caprio. Afinal, a sua rara marca da nascença dá a impressão de que há um gato dentro de outro (no bom sentido).

Fonte: Mega Curioso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve