segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Canibal devorou mulher, desmembrou o corpo e alegou cumprir pedido de vozes do além




O homem psicopata do Tennessee (EUA), disse à polícia que ele comeu boa parte do corpo da vítima após matá-la. Felizmente, ele foi condenado à prisão perpétua sem liberdade condicional após se declarar culpado na morte da mulher, mas os detalhes da morte foram ficando cada vez mais macabros.

Gregory Scott Hale, tem 37 anos e foi condenado nessa última quinta-feira (15).Ele matou Lisa Marie Hyde, de 36 anos, da forma mais sádica e assustadora no dia 8 de junho do ano passado.

Os promotores dizem que Gregory pegou a moça em uma loja de bebidas, a levou pra sua casa e a matou depois do sexo.

Segundo os investigadores, ele disse estar cumprindo uma obsessão e, após matar Lisa, ele ainda devorou seus restos mortais.

Pior. Os policiais descobriram um tronco queimado com mãos, pés e cabeça cortada dentro de baldes na casa do sujeito.



Segundo seu depoimento, ele cumpriu uma ordem, e afirmou ter sido de vozes que ele escuta constantemente.

Ele foi considerado pelos investigadores como um adorador satânico. Sua conta na internet foi preenchida com imagens dele elogiando atividades macabras.

Ele chegou a ser demitido de uma fábrica de processamento de carne depois que o chefe o pegou roubando globos oculares de animais.

O ex da vítima, com quem tinha dois filhos, disse às crianças: “eu só disse a eles que a mamãe ficou doente e foi morar com Deus”.

O pai da moça disse que não pode perdoar o monstruoso assassino da filha, e que nada vai trazer ela de volta.

Ele ainda disse que a irmã mais nova de Lisa não consegue mais dormir tranquila. Pesadelos terríveis a assombram diariamente.

O seu ex-marido, Hyder, confirmou que Lisa vinha lutando para vencer o alcoolismo e câncer no ovário.

No dia em que foi assassinada, a mulher havia ligado para seu ex e pediu pra que ele a buscasse no trabalho, mas ele não pôde ir pois estava fora da cidade.

Após saber da morte da ex, ele se arrependeu profundamente por não ter ido.

“Eu ainda me culpo porque não pude ir buscá-la, mas eu estava longe de Huntsville descarregando minha caminhonete. Eu gostaria de ter chegado na cidade mais cedo e ter evitado essa tragédia”, disse Hyder.

Gregory, o assassino, era conhecido entre seus vizinhos como adorador do diabo e causava medo na redondeza.

Sua página no Facebook está cheia de imagens perturbadoras, sexualmente explícitas e terríveis, assim como as referências ao canibalismo e mitologia escandinava.

Foi preso em casa numa noite de domingo após a denúncia de um vizinho que alega ter conversado e percebido razões suficientes para acreditar que ele tinha cometido um suicídio.

Quando os policiais chegaram em sua casa, encontraram restos mortais pelos cômodos, questionaram o homem e em seguida o levaram para a prisão.

Detetives acreditam que o horrível assassinato ocorreu dentro de casa rural de Gregory. Oficiais que atenderam ao chamado do vizinho dizem ter encontrado pelo menos dois baldes de plástico cheios de restos humanos.

Parte da vítima que foi queimada, estava enterrada no quintal do assassino e outra parte ele alegou, em depoimento, ter devorado.

Ele também alegou não conhecer Lysa. Disse que a viu saindo da loja e a levou para sua casa onde cometeu toda a brutalidade.

Os investigadores dizem não ter visto nenhum motivo para que ele tenha cometido esse assassinato brutal e o canibalismo.

Com informações do R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve