terça-feira, 17 de março de 2015

‘Não vamos negociar com preso’, diz secretária de Segurança do RN





“Não há possibilidade de negociação com os presos”. A afirmação é da secretária de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte, Kalina Leite Gonçalves, e foi dada na noite desta segunda-feira (16) após uma nova onda de rebeliões em unidades prisionais do estado.

“O que o poder público tem que fazer é garantir os direitos constitucionais. Agora, nenhuma possibilidade de negociação com preso. O preso tem uma norma a seguir, que é através do processo judicial. Ele tem que ficar encarcerado com as normas da lei de execução penal. O poder executivo não pode intervir de forma alguma. Isso é a cargo do Ministério Público e do Poder Judiciário. 

A progressão de pena, a avaliação do processo judicial, de forma nenhuma o estado pode transigir nessas questões. O Poder Público tem que garantir os direitos”, afirmou Kalina, em entrevista à Inter TV Cabugi.

A secretária não confirma que as ordens para os ataques a ônibus estejam partindo de dentro das unidades, apesar de saber da existência de chefes de facções atuando dentro das unidades prisionais.

“Nós sabemos que dentro do sistema prisional existem chefes e a gente precisa, através do trabalho de inteligência, identificar de onde está partindo essa inquietação, essa insatisfação e essa determinação de incomodar a sociedade. O trabalho de inteligência está sendo otimizado. Estamos direcionando todo os esforços para o sistema prisional. O Ministério Público está acompanhando, a OAB e o Poder Judiciário também, e a gente tem que fazer um trabalho conjunto para colher melhores resultados”, declarou.


Do G1/RN.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve