domingo, 19 de julho de 2015

Ronaldinho é apresentado com festa no Fluminense e sonha com 1º título brasileiro


Bruno Haddad/Fluminense
Momentos antes do jogo contra o Vasco neste domingo, o Fluminense apresentou oficialmente, no estádio do Maracanã, no Rio, o meia Ronaldinho Gaúcho como novo jogador do time. Demonstrando timidez, e com respostas resumidas, o reforço contou que decidiu voltar ao futebol do País – antes defendia o Querétaro, do México – em busca de realizar um projeto nada tímido, que é a conquista do título do Campeonato Brasileiro.

Durante o aquecimento do time que vai a campo, Ronaldinho Gaúcho entrou no gramado para saudar os jogadores e a torcida do Fluminense. Bastante festejado, o jogador agradeceu: “Muito obrigado pelo carinho. Vamos que vamos”. Por enquanto, o jogador não tem data para estrear. Ele ainda terá alguns dias de férias e vai se apresentar para iniciar os treinos no dia 27 deste mês.

“O que mais me motivou (a jogar no Fluminense) é o título que não tenho, que é o Brasileiro. O Fluminense é um grande clube, com grandes jogadores que podem brigar por títulos”, afirmou Ronaldinho Gaúcho, que chega ao clube em um momento favorável. O time tricolor carioca tem feito ótima campanha no campeonato e briga pelas primeiras posições da tabela de classificação.

Aos 35 anos, Ronaldinho Gaúcho oscilou bons e maus momentos nos últimos clubes que defendeu. No Querétaro, inclusive, nem sempre foi titular. Sem o mesmo gás de seus melhores momentos, ele acredita que sua experiência pode ser fundamental para um time repleto de jovens jogadores, como é o Fluminense. “Vai ser difícil de correr mais que os jovens, mas vou tentar ser um bom exemplo. Espero ajudar com tudo que já vivi no futebol, botar essa garotada para correr e buscar títulos”, afirmou. “Quero me preparar bem para jogar o máximo de jogos possíveis. Tomara a Deus que consiga jogar todos os jogos”.

Ronaldinho Gaúcho evitou entrar em polêmica sobre o adversário do dia. Antes de ter sido contratado pelo Fluminense, o presidente vascaíno Eurico Miranda havia afirmado que o jogador estava perto de um acordo com seu clube, o que não se concretizou. “Quem cuida dos assuntos extracampo é o meu irmão (e empresário Assis). Eu só posso falar do futebol”.

Agência Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve