domingo, 29 de novembro de 2015

Motim no maior presídio do RN é contido; grades e celas são destruídas


Detentos de Alcaçuz, em Nísia Floresta, se rebelaram neste sábado (28).
Vídeo mostra que grades foram arrancadas e celas destruídas por presos.



Presos se amotinam mais uma vez na penitenciária de Alcaçuz 
(Foto: Heloisa Guimarães/Inter TV Cabugi)

O motim de detentos no maior presídio do Rio Grande do Norte foi contido após cerca de 8 horas neste sábado (28). A rebelião foi iniciada no início da tarde e encerrada à noite. Vídeos feitos pelos próprios presos e compartilhados em redes sociais mostram que grades foram arrancadas e celas destruídas na penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta. A informação foi confirmada pelo diretor da unidade prisional, Eider Brito.

Diante da destruição, ainda neste sábado, o secretário de Justiça e Cidadania (Sejuc), Cristiano Feitosa, disse que iria calcular os prejuízos e punir os responsáveis. "Vamos dimensionar os danos e aplicar sanções disciplinares", assegurou Cristiano Feitosa.

À tarde, foi divulfgado um vídeo que mostra a destruição em Alcaçuz. O motim teria sido motivado, segundo a Sejuc, porque a visita social prevista para a manhã deste sábado havia sido suspensa. A direção do presídio suspendeu a visita porque na sexta-feira (27) foi encontrado um buraco no pavilhão 2.

Além da suspensão da visita, os presos teriam ficado insatisfeitos com a retirada de alguns aparelhos das celas, como TVs. Os aparelhos, segundo a Sejuc, foram retirados para serem catalogados e foram devolvidos neste sábado.

Do G1 RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve