terça-feira, 10 de novembro de 2015

Racismo virtual: polícia investiga 30 internautas que ofenderam atriz global Taís Araújo




A Polícia Civil do Rio de Janeiro está investigando cerca de 30 perfis de internautas que hostilizaram a atriz Taís Araújo no Facebook. Se for confirmada conexão com comentários racistas publicados na foto da artista, os responsáveis podem ser condenados a cumprir até 8 anos de prisão por crimes de injúria racial e formação de quadrilha.

Segundo o titular da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, Alessandro Thiers, os agressores moram no Rio de Janeiro e em São Paulo e, mesmo que as contas nas redes sociais tenham sido excluídas, eles podem ser identificados. “Racismo na internet é falta do que fazer. A polícia vai encontrar essas pessoas, porque tudo deixa rastros”, explicou, em contato com o G1.

A atriz prestou depoimento na quarta-feira, 4. Em nota, a artista nformou que decidiu levar o caso à Justiça por acreditar que os autores possam ser punidos. “Sei que meu caso não é isolado e é exatamente o que acontece com milhares de outros negros no país”, disse, ao agradecer as mensagens de apoio que recebeu.

As investigações não descartam a participação de menores de idade no crime, que responderiam de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente. O delegado Thiers reforçou que qualquer vítima de injúria racial deve procurar apoio em uma delegacia.

Portal Comunique-se

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve