sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Renda familiar vira critério de desempate em vestibular; lei sancionada por Dilma estabelece medida para universidades públicas


A presidente Dilma Rousseff sancionou uma lei que determina a utilização da renda familiar como critério de desempate em vestibulares de instituições públicas. A medida modifica a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e foi publicada no Diário Oficial da União, nesta quinta-feira.

“No caso de empate no processo seletivo, as instituições públicas de ensino superior darão prioridade de matrícula ao candidato que comprove ter renda familiar inferior a dez salários mínimos, ou ao de menor renda familiar, quando mais de um candidato preencher o critério inicial”, diz o texto.

A nova regra entrou em vigor a partir da publicação. Antes do novo decreto, cada instituição definia seu próprio critério.

O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve