sábado, 5 de dezembro de 2015

Obama diz que EUA não se deixarão aterrorizar após ataques na Califórnia


O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou neste sábado que seu país não se deixará aterrorizar após o mortal tiroteio em San Bernardino, Califórnia, que o FBI investiga como ato terrorista.

“Somos americanos. Defendemos nossos valores de uma sociedade aberta e livre. Somos fortes. Somos resistentes e não nos deixaremos aterrorizar”, disse Obama em sua mensagem semanal divulgada pela Casa Branca.

Segundo os investigadores do FBI, o tiroteio de quarta-feira, que deixou 14 mortos, foi minuciosamente preparado. No entanto, não há evidências de que o casal muçulmano que lançou o ataque – Tashfeen Malik e Syed Farook – formasse parte de algum outro grupo organizado ou célula.

“É muito possível que estes dois criminosos tenham se radicalizado. Se este for o caso, ilustra a ameaça na qual nos concentramos há anos: o perigo de gente que sucumbe ante as ideologias extremistas violentas”, destacou Obama.

“Sabemos que a organização Estado Islâmico e outros grupos incentivam ativamente, através do mundo e em nosso país, as pessoas a cometer atos terríveis, frequentemente como lobos solitários”, acrescentou o presidente americano.

O presidente convocou os americanos a se unirem, afirmando que esta é a melhor resposta possível para “honrar as vidas perdidas em San Bernardino” e “enviar uma mensagem” aos que querem atacar os Estados Unidos.


AFP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve