domingo, 3 de janeiro de 2016

Juiz americano aceita diminuir a fiança de Marin



O juiz Raymond Dearie (foto) aceitou diminuir de 15 para 4 milhões de dólares a fiança que permite ao ex-presidente da CBF, José Maria Marin cumprir prisão domiciliar em Nova Iorque.

Dearie teria se convencido de que Marin não pode movimentar todas as suas contas bancárias porque algumas delas são em conjunto com Marco Polo Del Nero e dependem também da assinatura do presidente licenciado da CBF.

Há quem veja na nova decisão do juiz da corte federal de NY um sinal de que Marin dirá tudo o que sabe, pelo menos sobre Del Nero.

UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve