domingo, 17 de abril de 2016

Caso impeachment seja aberto, Lula e Dilma vão investir em agenda internacional para denunciar “golpe”



O advogado Sigmaringa Seixas, principal ouvido do PT para assuntos jurídicos, sugeriu a Lula o que ele e Dilma devem fazer durante os 180 dias de julgamento do processo de impeachment pelo Senado — isso, é claro, se o processo for aberto hoje pela Câmara.

A proposta é que Lula e Dilma percorram os EUA e Europa em encontros com líderes locais. Ali, denunciariam o “golpe” em curso no Brasil e tentariam mobilizar uma reação internacional contra a saída de Dilma. Lula gostou da ideia.



Lauro Jardim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve