quinta-feira, 19 de maio de 2016

Parente diz que não haverá indicações políticas na Petrobras


Em sua primeira declaração pública, o novo presidente da Petrobras, Pedro Parente, afirmou nesta quinta-feira (19) que definiu com o presidente interino Michel Temer que não haverá em sua gestão indicações políticas para cargos na empresa estatal.

Segundo ele, a condição facilitará as escolhas do conselho de administração da companhia nacional e influenciou em sua decisão de aceitar assumir o posto de comando.
“Não haverá indicações políticas na Petrobras, o que foi uma orientação clara do presidente Michel Temer”, disse.

“Isso vai facilitar muito a vida do conselho de administração e a minha própria vida porque, se fosse o caso, o que não será, certamente não seriam aceitas”, disse.

O novo dirigente antecipou ainda que conversará com o conselho de administração antes de tomar decisão de manter ou exonerar os atuais diretores da empresa estatal. Segundo ele, os mecanismos de governança funcionarão na companhia de petróleo “como têm que funcionar em qualquer empresa de primeiro porte”.

“Eu posso manter, eu posso tirar (os atuais diretores). Isso é uma prerrogativa do presidente executivo da

Petrobras, registrado que isto, obviamente, é uma conversa que tem que ser aprovada pelo conselho de administração”, disse.

Em nota, o presidente interino ressaltou que tem certeza que o conselho de administração da empresa “coordenará uma transição profissional e transparente”.



Folha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve