quinta-feira, 23 de junho de 2016

Anvisa irá propor regras para alimentos integrais



A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) deve passar a regular o mercado de alimentos integrais no país. A ideia é fazer com que os consumidores possam identificar quais desses alimentos são, de fato, compostos por cereais integrais.

A iniciativa por regular o tema foi aprovada em reunião da diretoria colegiada da agência na última terça-feira (21). Após a aprovação, a proposta de normas para o setor passa a ser estudada e elaborada pela equipe técnica do órgão, que regula alimentos, medicamentos e outros produtos no Brasil. Uma das possibilidades é propor níveis específicos de presença de cereais integrais para a definição do alimento como integral.

“Ainda vamos iniciar o processo regulatório. Mas o objetivo geral é que o consumidor quando faz a escolha por alimentos integrais tenha a certeza de que ali têm grãos integrais de determinado teor e que ele consiga ver isso no rótulo”, afirmou à Folha o diretor-presidente da agência, Jarbas Barbosa. “Muitas vezes, não há uma coerência entre o que está informado no rótulo e o que tem dentro [do produto].”

Segundo Barbosa, a expectativa é que a proposta de uma nova resolução com as normas para esses alimentos esteja finalizada até 2017. Antes, o tema também deve ser submetido à consulta pública.

A decisão por regular o tema foi divulgada pelo jornal “O Estado de São Paulo”. A iniciativa ocorre diante do crescimento do mercado de alimentos integrais no país, que têm ganhado espaço nas prateleiras.

Em geral, os alimentos integrais são aqueles compostos basicamente por grãos e cereais (como arroz, trigo, aveia e centeio) que não passaram por processos de refinação e, com isso, possuem maior teor de fibras, sendo considerados mais ricos em nutrientes.

Folha Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve