sexta-feira, 24 de março de 2017

Messenger, do Facebook, libera uso de menções e de 'reações' e 'botão não curti'



Reservados até então para interagir com publicações, os botões alternativos ao curtir passam a ser usadas em mensagens do bate-papo da rede social.





Facebook libera reações, botões alternativos, para o serviço de comunicação Messenger. (Foto: Divulgação/Facebook)



O Facebook anunciou nesta quinta-feira (23) a chegada das reações, botões alternativos ao “curtir”, ao Messenger, serviço de comunicação da rede social. Além dos cinco ícones originais e o sinal de positivo, a empresa incluiu a opção do “não curti”. Outra novidade é a menção de amigos e contatos nominalmente em uma conversa para que eles recebam uma notificação.


Até agora, esses botões podiam ser usados para interagir apenas com publicações na rede social -- seu uso não era possível em comentários a posts nem em mensagens enviadas pelo bate-papo.


Para adicionar uma reação, o usuário terá de pressionar a mensagem até que surja a lista com a opção de botões. Os emojis listados são os habituais "amor", "sorriso", "uau", "triste", "zangado" e o "curtir", chamado pelo Facebook de "sim". Segundo a rede social, o sétimo ícone, um polegar voltado para baixo, não é o "não curti", mas o "não".


As reações também serão liberadas para o chat do Messenger no Workplace, a plataforma de comunicação do Facebook para empresas.


Tanto os novos botões para bate-papo quanto as menções começam a ser liberados nesta quinta e devem chegar a todos os usuários nos próximos dias.


Já as menções são inseridas da mesma forma como já ocorre em outros aplicativos, como o WhatsApp, por exemplo. Basta inserir o caracter "@" e o nome do usuário que se tem intenção de mencionar. Esse contato será avisado com destaque. O recurso é útil para conseguir notificar alguém ausente na conversa por, por exemplo, ter bloqueado o recebimento de avisos de uma transmissão de mensagens ou de um grupo.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve