quinta-feira, 18 de maio de 2017

Dos 71 presos ‘desaparecidos’ de Alcaçuz segundo relatório, governo diz que 60 já foram localizados


Os 71 presos tidos como ‘desaparecidos’ da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, na cidade de Nísia Floresta, na Grande Natal, 60 já foram localizados. É o que afirma a Secretaria de Justiça e da Cidadania (Sejuc), em resposta ao relatório elaborado pelo Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (MNPCT) – órgão da União independente, mas que funciona em conjunto com o Ministério dos Direitos Humanos – que considera que o número de detentos mortos durante o massacre de Alcaçuz pode chegar a 90. A penitenciária, a maior do estado, fica em Nísia Floresta, na Grande Natal. A informação é destaque no portal G1-RN.

Segundo a reportagem, dados da ‘Defensoria Sem Fronteiras’ mostram que 58 dos 71 detentos considerados ‘desaparecidos’, foram localizados em outras unidades prisionais do estado, incluindo o próprio complexo penal Alcaçuz/Rogério Coutinho Madruga. Outros dois presos, somente agora, se descobriu que haviam sido mortos em 2015. Já os demais, os outros 11, ainda estão, de fato, ‘desaparecidos’.

Com informações do G1-RN


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve