terça-feira, 12 de setembro de 2017

Santander explica encerramento de mostra LGBT em Porto Alegre e promete devolver dinheiro público da exposição



Obra exposta na mostra


O banco Santander comunicou que irá devolver à Receita Federal os R$ 800 mil captados via Lei Rouanet para a realização da exposição “Queermuseu — Cartografias da diferença na arte brasileira”. A mostra foi fechada neste sábado após protestos na instituição e nas redes sociais de grupos que a acusam de “desrespeitar símbolos, crenças e pessoas”.

“Queermuseu” foi inaugurada em 14 de agosto, no Santander Cultural, em Porto Alegre, e deveria ficar em cartaz até 8 de outubro.

JUSTIFICATIVA AOS CLIENTES

Após o cancelamento da exposição “Queermuseu — Cartografias da diferença na arte brasileira”, motivada por protestos de grupos no Santander Cultural, em Porto Alegre, e nas redes sociais da instituição e do banco, o Santander enviou mensagem aos clientes explicando o motivo do encerramento da mostra. O texto reforça a mensagem instituição divulgada neste domingo, lamentando que o conteúdo da exposição tenha sido considerado ofensivo ” por algumas pessoas e grupos”.

Outras peças da mostra “Queermuseu”