quarta-feira, 22 de maio de 2019

Pogonofobia: por que existem pessoas com medo de barbas?



Mano, acredite! Por mais que a gente cuide da barba com todo o carinho e amor, tem gente que tem medo dela, sabia? Não é zoeira, não! Essa repulsa pelos nossos queridos pelos faciais tem nome e se chama pogonofobia.

Apesar de não ser uma parada tão divulgada assim, se trata de um problema que aflige muita gente por aí e, claro, alguns barbudos podem se sentir ofendidos! Só que é preciso entender que, realmente, é uma fobia e, certamente, aquela pessoa tem algum motivo específico para sofrer com ela.

A gente preparou este post para explicar melhor o que é a tal pogonofobia e como os barbudos podem ajudar essas pessoas a superarem esse problema. Bora conferir?

O que é a pogonofobia afinal?

Em termos gerais, se trata de uma fobia às barbas, isso mesmo! As pessoas criam uma aversão e uma repulsa irracional contra aqueles que cultivam um volume no rosto, mesmo sendo bonitões que nem a gente!

Em alguns casos, a parada fica séria mesmo, de causar calafrios, arrepios, taquicardia, síndrome do pânico, entre outros sintomas. Pode parecer bizarro para grande maioria, mas é uma questão psicológica e não podemos julgar ninguém pela pogonofobia. Pelo contrário, um barbudo de respeito vai sempre buscar ajudar, não é mesmo? Por isso, se liga no próximo tópico e entenda melhor como fazer isso!

Quais as possíveis causas da pogonofobia?

Normalmente, a pogonofobia está associada a um trauma ou lembrança de infância e não é à toa! Ao longo dos tempos, criamos certas imagens negativas em nossas cabeças, com personagens ruins, tipo o Brutus, o Homem do Saco etc. Não que, necessariamente, todos eles tenham barba, mas são “pessoas” brutas, que remetem a uma figura mais robusta com cara de mau.

Os barbudos, querendo ou não, acabam levando essa fama de cara mau também (até mesmo naquelas fotos que você tira fazendo coraçãozinho). Para quem desenvolveu esse medo desde cedo, associa aquela imagem ruim do passado, sacou?

Além disso, ainda tem o fato do preconceito, que historicamente, acompanhou a evolução da barba ao longo dos anos. Quem nunca recebeu uma piadinha de Osama Bin Laden ou já foi questionado sobre a sua higiene? Ou seja, a ignorância também pode ajudar a desenvolver a pogonofobia!

Como lidar com pessoas que sofrem de pogonofobia?

Irmão, se você conhece alguém com pogonofobia, não vai precisar raspar a barba ou querer discutir com ele! Como dissemos, se trata de um lance psicológico e, por isso, é preciso educar, ou mesmo, tratar!

Se aquela pessoa sofreu algum trauma no passado, cabe ao barbudo conseguir mostrar que sua imagem não tem nada relacionado a coisas ruins, más ou sujas. Tente agir sempre de forma positiva, com boas ações, mostrando segurança, conversando sempre de forma suave, sorridente. E claro, né brother, sempre dê um trato especial com um shampoozinho esperto, mantenha os pelos aparados, modelados e com a melhor aparência possível!

Por fim, se achar que, realmente, se trata de um problema grave, o jeito é buscar por terapias específicas com psicólogos!

O importante é sempre buscar compreender que a pogonofobia é, de fato, um problema a ser educado e não uma posição voluntária da pessoa, ou seja, não se trata de um preconceito (apesar de ele ajudar a desenvolver o trauma). Portanto, tem solução e dá pra provar que barba é vida, o resto é coisa da cabeça dos outros!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve