sábado, 22 de junho de 2019

Vírus para Android tira proveito de recurso de desenvolvedores e se espalha por Wi-Fi

Apesar do risco alto para os telefones vulneráveis, a função 'ADB' deve estar desabilitada de fábrica, imunizando os aparelhos.

A fabricante de antivírus Trend Micro publicou um alerta sobre um vírus capaz de se aproveitar do Android Debug Bridge (ADB) por Wi-Fi para contaminar aparelhos celulares. Uma vez instalado no telefone, o vírus começa a utilizar o processamento do celular na mineração de criptomoedas, o que reduz a duração da bateira e pode deixar o telefone mais quente, prejudicando a durabilidade dos componentes eletrônicos.

Chamado de "ADBMiner", a praga foi detectada em 21 países, com o maior percentual de atividade localizado na Coreia do Sul.

A maioria dos usuários deve ser imune a esse ataque. O ADB é um recurso do Android voltado para desenvolvedores e vem desativado pelo fabricante. Porém, alguns usuários recorrem a esse recurso para modificar o sistema com "root". Com a permissão de "root" ativada no aparelho, o ADB via Wi-Fi pode ser facilmente ativado por aplicativos disponíveis no Google Play. Depois de ser usado, no entanto, o recurso deveria ser desativado para não deixar o sistema exposto.

Na internet, é possível encontrar cerca de 13 mil aparelhos vulneráveis, segundo o site de pesquisa "Shodan". No entanto, o ADB por Wi-Fi é projetado para ser usado em redes locais. Em outras palavras, muitos telefones podem estar expostos em redes de pequeno alcance, fora da internet. Quando um aparelho é contaminado, ele teria a capacidade de propagar o vírus para outros celulares na mesma rede em que ele for conectado.

A praga também é capaz de se espalhar para outros sistemas usando Secure Shell (SSH). Caso o sistema contaminado tenha sido previamente autorizado, a propagação acontecerá de maneira automática de um sistema para outro. O SSH é muito utilizado para a administração remota de servidores, que têm grande poder de processamento e são mais interessantes para a mineração de criptomoedas do que os celulares.


Para não dividir o poder de processamento do sistema infectado com "concorrentes", a praga digital tenta encerrar outros programas de mineração e impor bloqueios de rede para que o software minerador não possa se comunicar com sua central de controle.



Opções de desenvolvedor no Android permitem ativar a 'depuração USB', que depois pode ser usada para ativar a depuração (ADB) por Wi-Fi. — Foto: Reprodução

Riscos do ADB e root
Embora a maioria dos telefones seja imune ao ADBMiner, casos como esse mostram os riscos associados à realização de "root" e à modificação de configurações avançadas do Android, especialmente por usuários sem total conhecimento desse processo e do que ele significa.

Além do ADB no Wi-Fi, o Android também é compatível com ADB por USB, e este também expõe o aparelho a riscos. Todos esses recursos, quando não forem mais necessários, devem ser desativados. Como o objetivo do ADB é permitir modificações no sistema, há um risco inerente ao seu uso.

G1

Bolsonaro admite erros na articulação política





Após experimentar derrotas em série no Congresso, o presidente Jair Bolsonaro reconheceu ontem que seu governo enfrenta problemas na articulação política. Ele atribuiu as dificuldades à “inexperiência” e admitiu que teve de adotar o modelo que era usado no Palácio do Planalto de Michel Temer.

O mea-culpa veio ontem, mas as mudanças já haviam sido oficializadas na quarta-feira por medida provisória. Nela, o presidente tirou a articulação política da Casa Civil, chefiada por Onyx Lorenzoni (DEM). “Quando montamos aqui, no primeiro momento, por inexperiência nossa, tivemos algumas mudanças nas funções de cada um que não deram certo”, disse o presidente em entrevista. “Em grande parte, retornamos ao que era feito em governo anterior.”

Bolsonaro se referia ao arranjo vigente até 2018, onde a Secretaria de Governo cuidava simultaneamente da articulação política e da liberação de emendas aos parlamentares. No governo Temer, o posto foi ocupado por Geddel Vieira Lima (MDB-BA), que hoje está preso, por Antônio Imbassahy (PSDB-BA) e por Carlos Marun (MDB-MS).

Agora, a Secretaria de Governo será comandada pelo general da ativa Luiz Eduardo Ramos, recém-nomeado por Bolsonaro para o cargo. Ao anunciar sua chegada ao governo, na semana passada, o presidente enfatizou que o auxiliar tivera experiência como assessor parlamentar e que, por isso, ajudaria muito no trato com o Congresso. O anúncio da ampliação dos poderes da Secretaria de Governo veio depois.

Em entrevista à revista Veja, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que “o problema da articulação política não é do ministro, mas do governo”. “A gente sabe que isso não é tão fácil sem a participação direta do presidente”, afirmou.

A condução da articulação política por Onyx era alvo de críticas por parlamentares de diferentes matizes. Na abertura dos trabalhos legislativos, ele se indispôs com Maia ao tentar costurar uma candidatura alternativa e bloquear sua reeleição. Fracassou. Ao mesmo tempo, ganhou fôlego ao apoiar a eleição de Davi Alcolumbre (DEM-AP) contra Renan Calheiros (MDB-AL).

Os problemas, porém, foram se avolumando. Na semana passada, houve uma derrota emblemática. O Senado derrubou decretos que flexibilizam o porte de armas, promessa de campanha de Bolsonaro. Ele chegou a fazer um apelo aos deputados, em ‘live’ no Facebook, para que não enterrem a iniciativa.

Líderes do Centrão costumavam desferir as críticas mais contundentes, argumentando que o governo tinha dificuldade de dialogar e tentava “criminalizar” todo tipo de negociação política. Mas, até integrantes do PSL, partido do governo, vez ou outra disparavam contra o Planalto.

“O presidente percebeu que não estava funcionando. Deve ter recebido muitas reclamações e tenta dar outro norte ao governo”, disse o líder do PSL na Câmara dos Deputados, deputado Delegado Waldir. Segundo ele, mais do que ajustar o desenho, é importante encontrar “a pessoa certa para o lugar certo”, porque o Parlamento “gosta de respeito”. “Para articulação política, tem que ter jogo político, humildade, respeitar os parlamentares, tem de ser amado pelo Parlamento ou não vai dar conta do serviço, não”, disse Waldir.

Bolsonaro tem tentado preservar Onyx e evitou culpá-lo pelos resultados ruins no Congresso. “Onyx está fortalecido pelo PPI”, disse, referindo-se ao Programa de Parceria em Investimentos, que cuida de concessões e privatizações e passou para a Casa Civil. Onyx é aliado de primeira hora de Bolsonaro e já integrava seu time antes de ele se firmar nas pesquisas.

Estadão Conteúdo

Marinha emite aviso de mau tempo no litoral potiguar




A Marinha do Brasil, por meio do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), participa que poderão ser observados ventos fortes de direção Leste a Sudeste até 60km/h (33 nós) entre o litoral do Rio Grande do Norte, ao norte de Touros (RN) e o litoral do Maranhão até São Luis (MA), entre o dia 21 à noite e 12 horas do dia 23.

A Capitania dos Portos recomenda que as embarcações de pequeno porte evitem a navegação e que as demais embarcações redobrem a atenção quanto ao material de salvatagem, estado geral dos motores, casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e mais itens de segurança.

Maiores informações sobre as previsões meteorológicas poderão ser obtidas no site do Centro de Hidrografia da Marinha – CHM – no endereço www.mar.mil.br/dhn/chm/meteo/index.htm


Reprodução Blog do BG

quarta-feira, 19 de junho de 2019

‘Vão quebrar a cara. Pode procurar outro alvo’, diz Bolsonaro sobre denúncias de site contra Moro


Foto: Agência BrasilO presidente Jair 
Bolsonaro (PSL) defendeu nesta quarta-feira (19) em Guaratinguetá (SP) o ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública).

“Vão quebrar a cara. Pode procurar outro alvo, esse já era. Sérgio Moro é nosso patrimônio”, disse ele, após participar de uma formatura de militares.

Bolsonaro havia sido perguntado por jornalistas se demitiria Moro caso alguma denúncia de irregularidade grave surgisse. Era uma referência às mensagens divulgadas pelo site The Intercept nos últimos 10 dias. Os diálogos teriam ocorrido por meio do aplicativo de mensagens Telegram na época em que o ministro era o juiz responsável pelos processos da Lava Jato na Justiça Federal do Paraná. O site tem divulgado mensagens que sugerem que Moro orientou a atuação de integrantes da força-tarefa da Lava Jato.

“Não vi nada de grave ali [nas mensagens]”, disse o presidente. “Não posso me casar pensando em me separar um dia, né? Eu me caso pra ficar até que a morte nos separe. Não vi nada de anormal até agora.”
O presidente disse que o caso é “uma grande trama”. “Atacam quem está ao meu lado para tentar me atingir.” Moro foi ao Senado nesta quarta e disse que não têm nada a esconder sobre as conversas atribuídas a ele e a procuradores da Lava Jato e que não tem nenhum apego pelo cargo de ministro.

G1

Procuradores da Lava Jato dizem que mensagens no Telegram foram excluídas




A força-tarefa da Lava Jato no Paraná divulgou uma nota nesta quarta-feira (19) afirmando que os procuradores da operação desativaram suas contas no aplicativo Telegram em seus celulares após ataques de hackers a partir de abril deste ano.

Foi nesse aplicativo que aconteceram as trocas de mensagens em grupos de procuradores e do coordenador da força-tarefa, Deltan Dallagnol, com o ex-juiz Sergio Moro, hoje ministro da Justiça. Os indícios de colaboração, revelados pelo site The Intercept Brasil, do à época juiz com a acusação provocaram uma crise de credibilidade na Operação Lava Jato.

Segundo o Ministério Público Federal no Paraná, desde abril os integrantes da força-tarefa têm constatado ataques às suas contas no Telegram, “inclusive com sequestro de identidade virtual”.

“Tendo em vista a continuidade, nos dias subsequentes, das invasões criminosas e o risco à segurança pessoal e de comprometimento de investigações em curso, os procuradores descontinuaram o uso e desativaram as contas do aplicativo Telegram nos celulares, com a exclusão do histórico de mensagens tanto no celular como na nuvem”, disseram os procuradores em nota.

Ainda de acordo com o MPF, os procuradores, antes que a invasão dos aparelhos tivesse sido noticiada, avisaram a Procuradoria-Geral da República e a Polícia Federal, que orientou a troca de aparelhos e dos números de telefone funcionais.

A força-tarefa diz ter reativado as contas no Telegram para evitar “sequestros de identidade virtual”, mas lembra que isso não resgata o histórico de conversas excluídas.

Após a revelação dos diálogos com o ex-juiz Moro, no último dia 9, o grupo de procuradores modificou o tom sobre as mensagens atribuídas a eles pelo The Intercept Brasil.

Inicialmente, o teor das conversas reveladas foi defendido. Depois, a força-tarefa passou a priorizar declarações sobre a eventual falsificação de mensagens. Uma das notas posteriores afirmou que “novos ataques” a celulares “confirmam a possibilidade de hacker fabricar diálogos usando perfis de autoridades”.

Folhapress

Banco Central mantém juros básicos no menor nível da história; entidades repercutem







O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) decidiu hoje (19), por unanimidade, manter a taxa básica de juros da economia, a Selic, em 6,5% ao ano. É a décima vez seguida que a taxa se mantém inalterada. A decisão era esperada pelos analistas financeiros.

Na avaliação da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o BC só poderá reduzir a Selic após a aprovação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. A entidade cobrou engajamento do governo para mudanças na legislação que reduzam os gastos públicos.

“A decisão mostra a cautela do Banco Central em relação à tramitação da reforma da Previdência e aos possíveis impactos sobre as variáveis econômicas, como o câmbio, o déficit nas contas públicas e o investimento”, informou a CNI em comunicado.

Para a entidade, existe um ambiente favorável à redução dos juros porque a inflação continua abaixo da meta e porque a economia segue com crescimento baixo. “No plano doméstico, diminuíram as pressões sobre os preços e a inflação continua abaixo da meta, e as dificuldades de recuperação da atividade indicam que a economia crescerá menos de 1% neste ano. Além disso, o desemprego continua alto, o que compromete o consumo das famílias”, ressaltou a confederação.

De acordo com a CNI, no cenário internacional, a desaceleração da economia mundial estimula o corte de juros em países emergentes, como o Brasil, antes mesmo de o Federal Reserve (Fed), Banco Central norte-americano, voltar a cortar as taxas. “A queda dos juros é fundamental para estimular os investimentos, o consumo e, consequentemente, o crescimento econômico e a criação de empregos”, conclui o comunicado.

Firjan

A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) se posicionou argumentando que havia condições para uma redução da taxa, com objetivo de estimular o quadro econômico. “A economia brasileira segue com elevada ociosidade nos fatores de produção e, com isso, a atividade econômica segue abaixo do seu potencial, sem pressionar a inflação e suas expectativas. Nesse cenário, e diante das sucessivas reduções das expectativas de crescimento para o ano, a Firjan entende que havia espaço para o Copom reduzir a taxa básica de juros, estimulando a atividade econômica sem comprometer a meta de inflação”, sustentou a entidade.

A Firjan reiterou, ainda, que a aprovação da reforma da Previdência, com a inclusão de estados e municípios, “é condição fundamental para a ancoragem das expectativas de inflação e a retomada do crescimento sustentável. Sem isso, corremos o risco de voltar a conviver com um ambiente de baixo crescimento e inflação e juros altos”.

A próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) está marcada para o fim de julho.

Agência Brasil

Reforma da Previdência abrirá caminho para reduzir juros





O Banco Central (BC) só poderá reduzir os juros básicos da economia após a aprovação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. A avaliação é da Confederação Nacional da Indústria (CNI), que cobrou engajamento do governo para mudanças na legislação que reduzam os gastos públicos.
Pela décima vez seguida, o Banco Central (BC) manteve a taxa Selic em 6,5% ao ano, no menor nível da história. A próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) está marcada para o fim de julho.

“A decisão mostra a cautela do Banco Central em relação à tramitação da reforma da Previdência e aos possíveis impactos sobre as variáveis econômicas, como o câmbio, o déficit nas contas públicas e o investimento”, informou a CNI em comunicado.

Para a entidade, existe um ambiente favorável à redução dos juros porque a inflação continua abaixo da meta e porque a economia segue com crescimento baixo. “No plano doméstico, diminuíram as pressões sobre os preços e a inflação continua abaixo da meta, e as dificuldades de recuperação da atividade indicam que a economia crescerá menos de 1% neste ano. Além disso, o desemprego continua alto, o que compromete o consumo das famílias”, ressaltou a confederação.

De acordo com a CNI, no cenário internacional, a desaceleração da economia mundial estimula o corte de juros em países emergentes, como o Brasil, antes mesmo de o Federal Reserve (Fed), Banco Central norte-americano, voltar a cortar as taxas. “A queda dos juros é fundamental para estimular os investimentos, o consumo e, consequentemente, o crescimento econômico e a criação de empregos”, conclui o comunicado.

Agência Brasil

domingo, 16 de junho de 2019

Esqueceu a senha do celular? Confira a dica sobre como desbloqueá-lo

(Se você tem alguma dúvida sobre tecnologia, utilize o espaço para comentários abaixo e escreva sua pergunta)



Android — Foto: Reprodução

>>> Esqueci a senha do celular; e agora?


A remoção da senha de bloqueio da tela do celular pode ser feita, através da redefinição das configurações originais de fábrica. Para realizar esse procedimento, siga os passos descritos abaixo:

  1. Desligue o aparelho.
  2. Pressione simultaneamente o botão "Power" e a tecla de "Volume-".
  3. Pressione a tecla de "Volume-" e localize a opção "Recovery" e selecione usando a tecla "Volume+".
  4. Pressione a tecla de "Volume-" vá até a opção "wipe data/factory reset" e selecione com a tecla "Power".
  5. Confirme a redefinição das configurações de fábrica selecionando a opção "Yes — delete all user data".
  6. Selecione a opção "Wipe cache partition".
  7. Pressione a tecla "Power" e selecione a opção "Reboot System Now".


Ao término do processo, o seu celular estará com as configurações originais de fábrica restauradas, e pronto para ser usado normalmente. Mas vale salientar que todas as informações armazenadas na memória do aparelho serão perdidas.

Twitter apaga milhares de contas vinculadas ao Irã

Contas foram arquivadas em banco de dados público para que pesquisadores possam fazer consultas.



Sede do Twitter em São Francisco, nos EUA. — Foto: Jeff Chiu/AP

O Twitter informou nesta quinta-feira (13) que removeu milhares de contas vinculadas a atividades governamentais que acredita serem coordenadas pelo governo do Irã. A rede arquivou as contas em um banco de dados público lançado no ano passado.

Na mais recente ação do tipo, o Twitter informou que acredita que 4.779 contas estejam associadas ou sejam apoiadas pelo Irã.

O site também afirmou que removeu e arquivou quatro contas associadas com a Internet Research Agency, de São Petersburgo, uma fazenda de mensagens falsas que foi considerada como responsável por tentativas de interferência na eleição presidencial dos Estados Unidos de 2016.

O Twitter também removeu e arquivou 130 contas vinculadas ao movimento de independência catalão, na Espanha, e 33 contas com comportamento manipulativo relacionado à Venezuela.

"Milhares de pesquisadores ao redor do mundo fizeram downloads de nosso banco de dados, que contém mais de 30 milhões de tuítes e mais de 1 terabyte de mídia, usando nosso arquivo para conduzirem suas próprias investigações e análises independentes", afirmou o Twitter em comunicado

G1

MC Delano deixa delegacia e é levado para presídio em MG

Segundo a polícia, cantor foi preso por tentar beijar fã à força em casa noturna de BH.



MC Delano — Foto: Celo Silva/Divulgação

O cantor MC Delano deixou a Delegacia do Barreiro, em Belo Horizonte, e foi levado para um presídio, por volta das 10h40 deste domingo (16), informou a Polícia Civil. Segundo a Secretaria de Administração Prisional (Seap), o artista foi encaminhado à Penitenciária Inspetor José Martinho Drummond, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana.

Delano Axel Silva Amaral, de 22 anos, foi preso na manhã deste sábado (16) em uma casa noturna, na Região Oeste da capital mineira, por suspeita de ter tentado beijar à força uma mulher de 20 anos.

A vítima contou à polícia que teria ido até uma área reservada da casa de show, para socorrer um amigo, que estava passando mal por uso de bebida alcoólica.

Enquanto o rapaz era atendido por um bombeiro civil, ela encontrou com MC Delano. Ela relatou à PM que abordou o cantor, disse que era fã dele e o elogiou pela música.

Segundo a ocorrência, neste momento, MC Delano tentou beijá-la à força. Uma bombeira civil viu a cena e chamou os seguranças.

O cantor disse à polícia que tinha feito uma participação no palco e que a vítima teria pedido para tirar uma foto com ele. Ele disse que pediu um beijo e que ela recusou. O cantor nega que tenha forçado algo.

Foi oferecido atendimento médico ao homem que passava mal, mas ele não quis.

MC Delano e a denunciante foram levados para a delegacia. Ele foi preso por importunação sexual e uma audiência de custódia deve ser realizada.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) informou que a audiência de custódia com o artista será realizada na segunda-feira (17).

quinta-feira, 13 de junho de 2019

FOI POR POUCO: Carro de funerária se envolve em grave acidente e deixa duas pessoas feridas em Sousa

No impacto, dois homens funcionários da funerária que estavam de serviço, acabaram se ferindo.



Dois homens ficaram feridos e levados para o HRS

Foi registrado no inicio da tarde desta segunda-feira (10), um grave acidente automobilístico na BR 230, em Sousa, Sertão do estado.

Segundo informações da Polícia Militar, o acidente aconteceu próximo ao Núcleo Habitacional I, onde um veículo funerário acabou perdendo o controle, capotando e saindo da pista.

No impacto, dois homens funcionários da funerária que estavam de serviço, acabaram se ferindo.

Equipes do SAMU estiveram no local, resgatando as vítimas com a ajuda do Corpo de Bombeiros, e as encaminharam para o Hospital Regional de Sousapara receber atendimento médico.

Apesar do susto, eles não correm risco de morte.

Diário do Sertão em Sousa

Solução Simples Muda a Vida de Milhares de Brasileiros que Sofrem com Ronco e Apneia!


Advertorial



Sofrer com Ronco, Apneia e distúrbios do sono em geral é algo que já se tornou rotina para milhares de brasileiros, que não imaginando existir alguma solução que seja rápida e simples simplesmente aprendem a conviver com o problema. A grande questão nisso é que ainda que você aprenda a conviver com o próprio ronco e crises de apneia as pessoas a sua volta não aprenderão, as reclamações são constantes não é mesmo?

Durante meu estudo do caso para produzir esta matéria para nossos leitores antes mesmo de tentar encontrar alguma solução fui buscar o que era a verdadeira causa do Ronco e Apneia, veja o que acontece enquanto você dorme:

Quando ocorre um aumento na velocidade e pressão do ar inspirado enquanto dormimos os tecidos da região da garganta podem acabar vibrando, é esta vibração que provoca o Ronco. E me aprofundando nesta pesquisa descobri que um dos principais fatores disso está relacionado com a posição da mandíbula, foi aí que entendi porque aparelhos como o Stop-Ronco fazem tanto sucesso, eles agem direto na raiz do problema!

Veja o Stop Ronco em ação

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Entenda como hackers atuam para interceptar mensagens SMS

Criminosos podem interceptar mensagens na rede, burlar a segurança do chip ou atacar o próprio aparelho.



Existem maneiras de interceptar mensagens de telefone — Foto: Tomasz Piskorski/Freeimages.com

Os ataques que resultaram no acesso às mensagens trocadas via Telegram por autoridades provavelmente foram possíveis graças à interceptação do código de ativação enviado pelo Telegram por SMS. Esse código abre as comunicações do aplicativo sozinho se a senha adicional, chamada de verificação em duas etapas, não for configurada.

Porém, mesmo sem uma senha definida no aplicativo das vítimas, o invasor ainda teve de obter o código enviado por SMS para ativar uma sessão e baixar as mensagens. Para explicar como isso pode ter acontecido, a hipótese mais provável é um ataque ao canal de comunicação SS7, também conhecido como "sinalização por canal comum número 7".

Esse canal funciona como uma central para que as operadoras troquem informações. Com o SS7, uma operadora pode ser informada quando um aparelho está em roaming (fora de seu país de origem), por exemplo. Isso garante que nenhuma mensagem se perca e que o telefone continue funcionando na área de cobertura de operadoras parceiras.

O SS7 foi criado na década de 1970. Como é comum em tecnologias de comunicação dessa época, o SS7 não conta com mecanismos efetivos para garantir a legitimidade dos dados e impedir adulterações. Um golpista pode se aproveitar disso para enviar seus próprios comandos, atuando como uma operadora e estabelecendo conexões falsas para receber chamadas e mensagens que deveriam ser enviadas a outra pessoa.

É assim que um criminoso pode registrar outro celular como o receptor da linha da vítima e receber o código de ativação de aplicativos, incluindo o Telegram.

Mesmo sendo a principal hipótese até o momento para explicar a ação dos hackers, ela não é a única. Confira essa e outras seis possibilidades:

Telegram enfrenta 'poderoso ataque de negação de serviço'

Aplicativo de mensagens informou que usuários das Américas e de outros países tiveram problemas de conexão, mas dados estavam seguros.

Telegram, aplicativo de mensagens —
Foto: Divulgação/Telegram
O aplicativo de mensagens Telegram disse que sofreu, nesta quarta-feira (12), um "poderoso ataque de negação de serviço", conhecido como "DDoS Attack" (sigla para "Distributed Denial of Service"). Trata-se da tentativa de tornar os serviços indisponíveis para os usuários.


Segundo nota divulgada em redes sociais, usuários nas Américas e em outros países enfrentaram problemas de conexão. Mas os dados pessoais estão seguros, disse a empresa. Cerca de meia hora após divulgar o ataque, o aplicativo informou que a situação havia se estabilizado.

O Telegram afirmou que, em ataques do tipo, os servidores recebem inúmeras requisições desnecessárias que impedem o processamento das legítimas.

A empresa faz um paralelo com restaurantes: imagine uma legião de pessoas na fila do McDonald's pedindo um whopper (sanduíche do Burger King). Então, o atendente fica ocupado dizendo para elas que foram ao lugar errado e deixa de atender quem foi ao restaurante certo. O aplicativo diz que é apenas este o efeito: sobrecarga. O ataque não é capaz de roubar o Big Mac ou a Coca de quem está na fila.

Comissão da Câmara aprova convite para ouvir Sérgio Moro






A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara aprovou nesta quarta-feira (12) um requerimento de autoria do vice-líder do PT, deputado Rogério Correia (MG), convidando o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Por se tratar de convite, Moro não é obrigado a comparecer ao colegiado. Ainda não há data definida para ouvir o ministro.

Além do convite na Comissão de Trabalho, outros pedidos para que o ministro Sergio Moro seja ouvido na Câmara foram protocolados – tanto no plenário da Câmara quanto na Comissão de Diretos Humanos e Minorias. Esses requerimentos ainda não foram apreciados pelos deputados.

Parlamentares de partidos da oposição também avaliam um pedido para instalação de Comissão Parlamentar Mista de Inquérito para apurar o vazamento de supostas mensagens trocadas entre Sergio Moro e o procurador da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol. Por outro lado, deputados da base aliada tem criticado o vazamento e acusaram a oposição de não aceitar o resultado das eleições.

No Senado

Ontem (11), ao abrir a sessão do Congresso Nacional, o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou que o ministro Sergio Moro será ouvido pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado na quarta-feira (19), às 9h.

Sem convite ou convocação formal dos senadores, o próprio ministro se colocou à disposição dos parlamentares por meio de ofício apresentado pelo líder do governo, senador Fernando Bezerra (MDB-PE). No documento, o líder afirmou que o ministro ofereceu duas datas (19 ou 26 de junho) para que fosse ouvido pela comissão do Senado.

“Fui informado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, de sua disponibilidade para prestar os esclarecimentos à Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal sobre notícias amplamente veiculadas na imprensa relacionadas à Operação Lava Jato”, disse Bezerra.

Agência Brasil

Brasil lidera em temor de fake news e adesão ao WhatsApp





No Brasil, 85% dos usuários de internet respondem se preocupar com o que é notícia verdadeira e falsa, online. Os Estados Unidos não vêm muito atrás, dividindo o sétimo lugar com França e Chile, os três com 67%.

E o Brasil está também no topo da lista dos países em que o WhatsApp se tornou “rede primária para discussão e compartilhamento de notícias”, com 53% usando a plataforma para notícias, seguido por Malásia (50%) e África do Sul (49%).

Os dados são algumas das “revelações mais importantes”, segundo os autores, do Relatório de Jornalismo Digital de 2019 do Instituto Reuters, ligado à Universidade Oxford, divulgado nesta quarta (12).

A pesquisa que embasa o estudo de 156 páginas foi feita pelo YouGov em 38 países, em janeiro e fevereiro, ouvindo via internet cerca de duas mil pessoas em cada um. Os resultados nacionais foram agregados usando cotas representativas por educação, gênero e idade.

O capítulo sobre o Brasil ressalta a “atmosfera de polarização” no ano eleitoral, “culminando com a publicação pela Folha” de reportagem sobre a campanha de bombardeio de mensagens via WhatsApp. “No dia seguinte, o WhatsApp anunciou que havia banido nas semanas anteriores mais de cem mil contas”, registra o estudo.

Também quanto ao Brasil, “os esforços da indústria de jornais para atrair assinantes digitais parecem estar funcionando, com crescimento de 33% para aqueles que têm edições eletrônicas”.

Mas de maneira geral, destaca o Instituto Reuters, o quadro constatado é de estabilidade, com o número de usuários de internet que pagam por notícias nos EUA, por exemplo, se mantendo nos mesmos 16% de 2017.

“Mesmo nos países nórdicos, com maior nível de pagamento por notícias, a grande maioria tem somente uma assinatura online, sugerindo que a dinâmica ‘o vencedor leva tudo’ deva ser significativa”, avalia Nic Newman, principal responsável pelo estudo.

“Em alguns países, uma fadiga de assinatura já pode estar acontecendo, com a maioria preferindo gastar seu orçamento limitado em entretenimento, Netflix, Spotify, em vez de notícias”, acrescenta.

Folhapress

sexta-feira, 7 de junho de 2019

Agentes flagram freezer 'recheado' com 84 celulares na maior penitenciária de MT

Equipamento foi entregue por um homem ainda não foi identificado. Além dos aparelhos, o eletrodoméstico tinha fones de ouvido e carregadores.

Por TV Centro América



Celulares foram apreendidos dentro de freezer — Foto: Divulgação

Um freezer 'recheado' com 84 aparelhos de celular foi descoberto por agentes na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá, na quinta-feira (6).

Segundo o Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT), o equipamento foi entregue por um homem ainda não foi identificado.

Ao ser questionado sobre a nota fiscal, o responsável alegou não ter o documento e abandonou o freezer na unidade prisional. Com a suspeita, os agentes vistoriaram o equipamento e descobriram os celulares.

Além dos aparelhos, o eletrodoméstico tinha fones de ouvido e carregadores.

As imagens do circuito interno de segurança devem ser usadas para ajudar na investigação. O destino do equipamento também deve ser apurado.

Todos os aparelhos devem ser encaminhados para perícia.

Do G1

Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ), da UFRN, encerra na segunda-feira inscrições para cursos técnicos; 95 vagas




Estão abertas, até 10 de junho, as inscrições para o Exame de Seleção 2019.2 da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ). As vagas são para cursos técnicos subsequentes em Agroindústria, Agropecuária e Aquicultura.

Para fazer a inscrição, o interessado deve preencher e entregar a ficha de inscrição (disponível no site www.eaj.ufrn.br) na sala da Assessoria Política e Acadêmica, localizada no prédio da Diretoria da EAJ, em Macaíba (RN), das 8h ao meio dia.

Podem se inscrever alunos que concluíram o ensino médio até junho de 2019 e que possuam declaração, certificado e/ou histórico escolar.

Há reserva de metade das vagas para quem cursou o ensino médio integralmente em escolas públicas. Dessa parte, 50% é destinada a candidatos cuja renda familiar bruta é igual ou inferior a um salário mínimo e meio. Também há reserva para autodeclarados pretos, pardos ou indígenas.

A EAJ também dispõe de auxílios de assistência estudantil aos alunos regularmente matriculados em cursos técnicos presenciais. Estão disponíveis bolsas de alimentação, transporte e moradia.

As provas serão aplicadas dia 16 junho de 2019, das 14h às 17h, no setor de aulas da graduação na EAJ. As avaliações serão compostas por 10 questões objetivas, contextualizadas nas ciências agrárias, abordando conteúdos de língua portuguesa e matemática de nível fundamental, e por uma redação. Confira o edital.

Com informações da UFRN

Copa do Mundo Feminina na França: bares pelo país se mobilizam para apoiar o Brasil; Seleção estreia na manhã deste domingo



Foto: O Globo

Começa nesta sexta-feira, na França, a Copa do Mundo Feminina. O Brasil estreia no domingo, contra a Jamaica. Como o futebol para as mulheres é uma realidade, muitos bares do país se mobilizaram e terão telões nos estabelecimentos para que os torcedores possam assistir aos jogos e torcer pela seleção. O coletivo feminino “Peita”, com a campanha “Jogue Como Uma Garota” organizará os eventos com as transmissões das partidas em parceria com bares em 21 cidades brasileiras.

— Imagina como estão as jogadoras sabendo dessa mobilização nacional. Devem estar emocionadas sentindo essa energia toda — disse Karina Gallon, de 32 anos, a fundadora do movimento.

No Rio de Janeiro, o bar representante é o Fred Beer Club, em Todos os Santos, na Zona Norte. Para o jogo de domingo, às 10h30, a dona do comércio, Monike Lourinho, oferecerá café da manhã antes de a bola rolar e churrasco após a estreia da seleção brasileira.

— A real importância desse evento é dar visibilidade para o futebol feminino, apresentar um espaço no Rio onde se possa beber como uma garota e torcer por elas — disse Monike, de 26 anos: — Para atrair o público, vão rolar descontos progressivos no chopp a cada gol do Brasil e cardápio diferente a cada jogo. Quem acertar o placar ganhar o kit especial e 1 litro de chopp — acrescenta.

Mesmo fora do movimento, outros bares cariocas tiveram alguma iniciativa. O Hop Lab Pub, na Praça da Bandeira, também na Zona Norte, dará descontos para quem for acompanhar o time com vestido de verde e amarelo. Situações semelhantes na Casa Porto, na Saúde, e no Bar do Omar, no Santo Cristo, ambos na região do Centro.

Confira a lista com os bares nas 21 cidades

quinta-feira, 6 de junho de 2019

YouTube proíbe conteúdo de discurso de ódio e supremacismo


Publicações que neguem eventos documentados, como o Holocausto, também serão banidas.


O YouTube anunciou nesta quarta-feira (5) que vai proibir vídeos que promovam, ou glorifiquem, o racismo e a discriminação, bem como aqueles que neguem eventos documentados, como o Holocausto, ou o massacre na escola de Sandy Hook.

O anúncio da plataforma de vídeos do Google faz parte de uma série de ações do setor para filtrar conteúdos de ódio, ou violentos, que fizeram soar os alertas e pedidos por maior regulamentação.

"Hoje estamos dando um novo passo em nossa política contra o discurso de ódio, proibindo de forma específica os vídeos que aleguem que um grupo é superior para justificar a discriminação, segregação, ou exclusão baseada na idade, gênero, raça, casta, religião, ou orientação sexual", afirmou o YouTube em seu blog.

A noma entra em vigor nesta quarta. "Levará tempo para que nossos sistemas se atualizem, por isso, a cobertura se ampliará gradualmente nos próximos meses", diz a empresa.

Ainda de acordo com o blog, as novas normas incluem, por exemplo, a proibição de "vídeos que promovam, ou glorifiquem, a ideologia nazista, que por natureza é discriminatória".

Também indica que o YouTube vai retirar conteúdos que "neguem a existência de fatos violentos, cuja existência tenha sido provada, como o Holocausto, ou a matança na escola de Ensino Básico de Sandy Hook".

Mensagem que alerta sobre acesso ao WhatsApp Web é falsa

Pacotão também responde dúvida sobre golpe de WhatsApp em que criminosos pedem dinheiro de contatos.



Golpe foi enviado em massa por e-mail por criminosos. — Foto: Reprodução/WhatsApp

Golpe de acesso ao WhatsApp Web
Gostaria de saber se tem como analisar se realmente alguém teve acesso à minha conta WhatsApp Web, pois recebi um e-mail me informando que alguém usou sem ser do meu aparelho celular.

Repórter esportiva casada com empresário do ramo é afastada da Globo por acusação de conflito de interesse

Ana Helena foi afastada. Foto: Reprodução/Instagram/@anagoebel
A Globo afastou a repórter Ana Helena Goebel de sua cobertura da Copa América. A profissional é acusada de um possível favorecimento de interesses pessoais envolvendo uma de suas reportagens para o ‘Globo Esporte’ do Rio de Janeiro sobre uma tranferência do volante Cuellar para o mercado europeu na próxima janela de transferências.


Casada com o empresário Gianfranco Petruzziello, proprietário da empresa Forza Carreira Esportiva, que representa Cuellar, Ana Helena foi a responsável por um entrevista com o jogador, em que afirma que o atleta tem diversas propostas do velho continente para deixar o rubro-negro. O jornalista Tiago Cordeiro, do blog Cronista Esportivo, foi o primeiro a destacar o possivel interesse escuso no caso.



A Globo também estranhou o ocorrido e conduz averiguação interna para apurar o caso. Enquanto isso, a reporter segue afastada e a emissora divulgou a seguinte nota: “A repórter Ana Helena Goebel deixará a cobertura da Copa América até que tudo seja esclarecido.”

R7

7° Arraiá do Povão em Serra de São Bento/RN

A imagem pode conter: 2 pessoas, incluindo Doninho Oliveira, pessoas sorrindo, texto

Mapa de homicídios, em Atlas da Violência, mostra RN como 2º mais violento entre 2007 e 2017; variação de 228,9%


O MAPA DOS HOMICÍDIOS
Variação entre 2007 e 2017, por UF (%)



Fonte: Atlas da Violência 2018/Ipea e FBSP

O Atlas da Violência de 2019, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), informa dados do número de pessoas assassinadas com armas de fogo no país.

Em O Globo, mapa em destaque mostra o Rio Grande do Norte entre os primeiros, quanto aos estados com aumento de homicídios no país: segundo colocado, com 228,9%, atrás apenas do Acre, com 291,4%.

Assinado por 13 pesquisadores, o Atlas da Violência foi elaborado com registros oficiais do Sistema de Informações sobre Mortalidade, do Ministério da Saúde (SIM/MS). A divulgação do relatório aconteceu nessa quarta-feira na sede do Ipea, no Centro do Rio.

Código de Trânsito Brasileiro: Proposta que elimina multa para motorista que levar criança sem cadeirinha “não tem chance”, diz Rodrigo Maia

Foto: Reprodução
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ao blog nesta quinta-feira (6) acreditar que não será aprovado na Casa o trecho do projeto enviado pelo presidente Jair Bolsonaro que prevê eliminar multa para motorista que levar criança sem cadeirinha.

“Não prevalece, tudo que tratar de segurança, que impactar nisso, não tem chance de prosperar”, disse o deputado.

Na terça-feira (4), Bolsonaro entregou pessoalmente ao Congresso um projeto de lei que altera o Código de Trânsito Brasileiro. Uma das ideias propõe eliminar multa para motoristas que transportarem crianças de forma irregular.

O texto diz que a violação do artigo 64, que dispõe dessas regras, “será punida apenas com advertência por escrito”, mas ainda precisa ser aprovado por deputados e senadores para entrar em vigor.

O uso da cadeirinha pode reduzir em até 60% a chance de morte de crianças em acidentes de trânsito, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

No Brasil, o número de acidentes fatais com crianças transportadas em veículos caiu 12,5% desde que uso do item se tornou obrigatório, em 2008, de acordo com levantamento do Ministério da Saúde. Naquele ano, foram 319 registros, contra 279 em 2017 (últimos dados disponíveis).

Esse número representa 40% das 697 mortes de crianças no trânsito registradas em 2017. O levantamento também abrange atropelamentos e colisões envolvendo motocicletas e bicicletas.

Blog Andréia Sadi – G1

Turistas são assaltados em calçadão na praia de Ponta Negra



Foto: Inter TV Cabugi/Reprodução

O portal G1-RN destaca que turistas paranaenses e um paulista foram assaltados no início da manhã desta quinta-feira (6) quando caminhavam pelo calçadão da praia de Ponta Negra. De acordo com a reportagem, Algumas vítimas foram obrigadas a deitar no chão. A ação criminosa ocorreu por volta das 5h50, quando um homem e duas mulheres nos abordaram e anunciaram o assalto. As vítimas tinham acabado de sair do hotel para caminhar.

Segundo a reportagem, as vítimas contaram que o triou pegou dinheiro, telefones, as senhas dos celulares, e outros objetos que carregavam na hora. Na ocasião, a Polícia Militar conseguiu prender uma mulher, apontada como uma das criminosas. Outros dois assaltantes conseguiram fugir. Veja mais detalhes em reportagem aqui.


Reprodução do Blog do BG 
Conteúdo G1

terça-feira, 4 de junho de 2019

Procuradores criticam tentativa de novo mandato de Dodge sem lista tríplice



Candidatos à Procuradoria-Geral da República criticaram, nesta terça (4), movimentos que a procuradora-geral, Raquel Dodge, tem feito para ser reconduzida ao cargo sem que precise passar pela lista tríplice.

Tradicionalmente, uma votação organizada pela ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República) forma uma lista com os três candidatos mais votados. A medida não é prevista em lei, mas desde 2003 todos os presidentes indicaram para o posto um dos três nomes mais votados entre seus pares.

Dodge tem feito acenos discretos ao Palácio do Planalto na tentativa de voltar ao cargo por mais dois anos, com o argumento de que é melhor o governo indicar um nome conhecido do que embarcar em uma possível aventura.

Folhapress

Capes anuncia novo corte de 2,7 mil bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado


A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes) anunciou nesta terça-feira (4) o corte de mais 2,7 mil bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado. Todos os cortes se aplicam em cursos com conceito nota 3 e valem para bolsas que ainda seriam futuramente concedidas. O congelamento não afeta quem atualmente recebe o benefício.

  • Serão cortadas:
  • 2.331 bolsas de mestrado
  • 335 de doutorado
  • 58 de pós-doutorado

Com este segundo anúncio, a Capes chega a uma redução total de 6.198 bolsas em 2019. O novo bloqueio representa uma redução de R$ 4 milhões em 2019 e, até 2020, deve representar R$ 35 milhões.

G1

Tabela de Preços Atual - Barbearia O Magrelo Barbudo


  • Localizado No Sítio Boa Vista, Conhecido como Baixa da Raposa, Vizinho ao lava jato do Mecias.
  • Situado na Cidade de Serra de São Bento/RN.
  • Atendimento diferenciado dos demais na cidade.
  • Com Horários de Segunda a Sábado das 08:00hs as 19:00hs.
  • A Única que funciona no Domingo das 08:00hs as 14:00hs. 

Agendamento via Direct no Instagram ou WhatsApp

Siga: @leandro_rodrigues_  |  @omagrelobarbudo | @_joanvictor 

ligações ou WhatsApp (84) 9 8861-3405 | (84) 9 9813-6900

domingo, 2 de junho de 2019

Como fica a manutenção de carros cada vez mais tecnológicos

Mesmo em grandes centros, ainda falta preparo para parte dos profissionais para lidarem com tanta eletrônica.

As estruturas dos veículos também estão mais tecnológicas
e demandam mão-de-obra atualizada. — Foto: Denis Marum/G1
Não é segredo que a tecnologia embarcada nos nossos carros está andando a passos largos. Contudo, é impossível que tanta evolução não gere uma dúvida: como fica a manutenção desses carros tão tecnológicos que rodam dentro de um país de dimensões continentais como o Brasil?


Para se ter uma ideia, até dentro das grandes cidades algumas oficinas ainda não possuem as ferramentas necessárias para reparar determinados modelos de carro. Isto ocorre porque elas não conseguem atualizar o software de seus scanners (aparelhos de diagnósticos).

São vários os motivos: desde a falta de memória nos aparelhos até a indisponibilidade da atualização pelas montadoras, que guardam a sete chaves suas informações para que seus clientes priorizem as concessionárias na hora do conserto.

O que a eletrônica controla

“O bagulho é nervoso”. De forma irônica, é assim que alguns mecânicos se referem a determinados modelos de carros. Algumas dessas maravilhas da tecnologia chegam a ter mais de 40 módulos processadores, por exemplo.

Eles controlam tudo no carro: motor, câmbio, freios, direção, luzes, sensores, vidros elétricos, travas e até se você está com sono - no caso do sistema que detecta um possível cansaço do motorista.

Módulos controlam praticamente tudo nos veículos.
— Foto: Denis Marum/G1
Quando um problema aparece, fica muito difícil diagnosticar sem o software adequado e as oficinas acabam perdendo muito tempo para encontrar a origem da falha.

Não posso deixar de valorizar a categoria: temos mecânicos que se superam em competência e criatividade para conseguir driblar a falta de scanners atualizados. 

Porém, a dependência é tão grande que até uma simples cópia de chave de alguns modelos precisa ser programada por um aparelho da concessionária.



Tecnologia da construção

sábado, 1 de junho de 2019

Digital duplicada com cola quente derrota sensores do Galaxy S10 e do OnePlus 7 Pro

Segurança do telefone da marca sul-coreana já havia sido burlada com técnica de impressão 3D.



Molde em cola quente é preenchido com cola escolar branca comum. — Foto: Reprodução/Youtube/Max Tech

O canal de YouTube "Max Tech" demonstrou que uma técnica de duplicação de digitais usando cola quente, cola escolar e papel alumínio é eficaz para derrotar os sensores de digitais e desbloquear o Galaxy S10+, da Samsung, e o OnePlus 7 Pro, da OnePlus. Ambos os telefones utilizam o sistema Android, contam com sensores do tipo ultrassônico sob a tela e são modelos topo de linha dos respectivos fabricantes.

Segundo o vídeo publicado pelo canal, a técnica não funcionava no Galaxy S10+ quando o telefone foi lançado. Porém, a Samsung atualizou o sensor biométrico ultrassônico da linha S10 para deixá-lo mais rápido. Aparentemente, o ganho de velocidade veio com um custo: segurança ainda menor que a de antes, que havia sido derrotada por uma impressão 3D feita a partir de uma digital capturada por foto de celular.

O método consiste em aplicar cola quente em papel alumínio e pressionar o dedo sobre a cola para fazer um molde. O molde é depois preenchido com cola branca escolar e retirado do papel do alumínio com cuidado, já que a cola ressecada pode rachar. Se feito corretamente, o molde é capaz de derrotar o sensor ultrassônico usado nesses telefones, de acordo com o "Max Tech".

A técnica do molde em cola quente é mais simples de ser realizada do que outras que necessitam de impressão 3D ou materiais mais avançados para a fabricação do molde.

Por outro lado, é mais difícil de obter a impressão digital da vítima, já que o dedo precisa ser pressionado diretamente sobre a cola. Em técnicas que criam a impressão digital a partir de fotografias, qualquer digital deixada em peças de vidro — como taças, copos ou até a própria tela do telefone — pode funcionar.

No caso do OnePlus 7 Pro, o canal "Max Tech" explicou que o sensor de digital do telefone é extremamente rápido, o que motivou a realização do teste para verificar se a velocidade se traduzia algum prejuízo à segurança. A digital falsa também funcionou melhor nesse telefone do que no S10. O smartphone da OnePlus não é vendido oficialmente no Brasil.

Fabricantes de telefones têm abandonado os sensores óticos de digitais em favor de modelos ultrassônicos, que podem ser colocados sob a tela, poupando espaço na carcaça do telefone. Os dois tipos já foram derrotados, mas os modelos ultrassônicos, apesar de serem mais recentes, estão se mostrando vulneráveis a técnicas mais rudimentares que os óticos.

O reconhecimento de digital, no entanto, ainda é mais seguro do que o reconhecimento facial usado em telefones Android. No caso do S10, o reconhecimento facial foi burlado até com imagens do rosto da pessoa em outra tela.

O iPhone, da Apple, utiliza uma técnica de reconhecimento facial única que teria sido derrotado por uma máscara, mas não há relatos de que essa façanha tenha sido repetida. Um teste semelhante com um rosto em 3D realizado com cinco telefones em 2018 pela Forbes e pela Backface não conseguiu burlar a proteção do iPhone X, mas derrotou os quatro modelos com Android.

Do G1

Proposta de reforma da Previdência recebe 277 sugestões de emendas

A proposta de reforma à Previdência (PEC 6/2019) recebeu 277 sugestões de alteração ao texto na comissão especial que analisa a medida, na Câmara dos Deputados. Com prazo para apresentação de mudanças ao texto encerrado a última quinta-feira (30), as emendas serão analisadas pelo relator da comissão, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), que pode acatá-las ou não, no todo ou em parte.

As emendas podem ser admitidas pelo relator se visarem apenas a corrigir erros da proposta que impedem a admissibilidade. Segundo o regimento interno da Câmara, para apresentar emendas, parlamentares precisavam do apoio de pelo menos 171 assinaturas. Dessa forma, a primeira análise é a conferência formal – se a emenda, de fato, tem o suporte mínimo necessário para ser formalizada.

Se não passar na comissão especial, qualquer emenda ainda poderá ser analisada na votação do Plenário. Dessa forma, muitas sugestões são amplas, com várias mudanças ao mesmo tempo; mas também há emendas que tratam de pontos específicos, a fim de ser objeto de discussão e negociação.

Relatório


Moreira reafirmou que apresentará o relatório até o dia 15 de junho. O relator, no entanto, afirmou que pode antecipar a conclusão do trabalho. Durante a semana, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que a apresentação do relatório ocorreria antes do prazo firmado inicialmente para que houvesse tempo do texto ser votado na comissão e também no plenário da Casa ainda no primeiro semestre.

“Nós continuamos com o prazo de até o dia 15, mas estamos também no esforço de ajudar o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a cumprir o cronograma que ele deseja. Portanto, nós podemos até adiantar um pouco, mas sempre dentro desse prazo de, no máximo, até o dia 15. Mas é possível que até o final da semana que vem, no começo da outra, a gente entregue esse relatório”, disse Moreira.

Agenda


Na terça-feira (4) a comissão especial que analisa a reforma da previdência realizará seminário no Auditório Nereu Ramos, a partir das 9h, para debater experiências internacionais em previdência social. Pela manhã, está prevista a apresentação representantes do Banco Mundial; Instituição Fiscal Independente (IFI); além de expositores chilenos da Fundação Chile 21 e do Departamento do Trabalho e Seguridade Social da Universidade do Chile.

No período da tarde, o seminário terá apresentação de representantes do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), Associação dos Aposentados e Pensionistas do Chile (ANACPEN) e da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Aposentadoria dos militares


A aposentadoria dos militares deve começar a ser discutida em comissão especial nesta semana. Após anúncio da criação dessa comissão no plenário por Rodrigo Maia, o colegiado que conduzirá o debate do tema deve ser instalado nos próximos dias. A comissão será composta de 34 membros titulares e de igual número de suplentes designados.

O Projeto de Lei 1645/19 estabelece ainda reestruturação salarial da categoria. O texto foi encaminhado em março pelo governo. A economia líquida com as mudanças nas carreiras para os militares corresponderá a R$ 10,45 bilhões nos próximos 10 anos.

Agência Brasil