Ucrânia diz ter achado mais de 400 corpos na região de Kiev após saída de tropas russas


Foto: JEREMY BOWEN

A procuradora-geral da Ucrânia, Irina Venediktova, informou que 410 cadáveres foram encontrados na região de Kiev, após a retirada de tropas russas. Ela investiga a possibilidade da Rússia ter cometido crimes de guerra.


Os corpos passam por perícias, e 140 deles já foram examinados. Fotógrafos registraram corpos de civis mortos em decomposição em ruas e valas na região de Butcha, próximo a Kiev, onde a prefeitura contabiliza 280 vítimas. Os cadáveres estavam com sinais de execução, como as mãos amarradas para trás.


Um dos mortos é o cinegrafista ucraniano Maks Levin, que estava desaparecido há três semanas.

A Rússia nega ter executado civis e diz que tudo é uma provocação e encenação da Ucrânia para garantir o apoio de países do Ocidente.
Reação

Os vídeos e fotos das centenas de corpos pelas ruas da região de Kiev estão chamando a atenção do mundo e provocando a manifestação de líderes europeus.

Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, defendeu que essas mortes são mais uma prova de que Putin comete crime de guerra. Olaf Scholz, da Alemanha, defendeu a necessidade de investigação dos crimes do exército russo.

O presidente francês, Emmanuel Macron, disse que as imagens dos corpos eram insuportáveis.

Metrópoles

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu Comentário será exibido em Breve